Hipopótamos e mensagens ooo

(Nota: estes posts com títulos engraçados, mas enigmáticos dizem muito sobre a minha organização mental!)

Mensagens de OOO

Com alguma sorte, os tradutores também têm direito a férias. Com o sol a surgir de certeza que já pensaram nas vossas férias ou, pelo menos, sonharam com elas. Eu cá planeei três semanas espalhadas ao longo do ano em que realmente terei férias. Para quem me conhece sabe que isto é um feito — quase um marco hercúleo de saúde mental. Para os meus clientes e professores que estão a ler este post, saibam (como na verdade já sabem) que não vão dar praticamente pela minha ausência e cumprirei como sempre os prazos. (The thesis is underway, Professors!)

Portanto, é possível tirar férias mesmo sendo freelancer. Como?

01. Há que planear com tempo de antecedência. Até porque assim podem aproveitar os melhores descontos.

02. Há que escolher um local suficientemente bonito (para mim, desta vez, é África) e com a. Internet para poderem ir consultando (uma vez por dia, sugiro) o vosso e-mail, mas com b. um programa que vos realmente impeça de trabalhar para que possam descansar (eu cá vou estar debaixo de água a maior parte do tempo). Se realmente adoram o que fazem e o fazem há suficiente tempo para se terem tornado um bocadinho viciados (vá, acreditem que é só um bocadinho!), têm de usar estes truques (talvez tontos para alguns) para realmente terem férias.

02. Há que avisar os vossos principais clientes. Para tal têm a hipótese de: a. enviar um e-mail uma semana antes e, de acordo com a proximidade que têm com os vossos PM, podem brincar com o facto de irem de férias e eles não ou simplesmente avisar que não vão estar disponíveis; b. nos sistemas proprietários dos clientes, definir as datas de indisponibilidade.

03. Há que definir no e-mail as mensagens automáticas ooo. Podem configurar, assim, o vosso e-mail para que, num dado período, envie automaticamente mensagens ooo (out of the office). No Gmail, basta clicar em Settings e no separador General, selecionar Vacation responder. Aqui podem escrever a vossa mensagem automática.

Aonde é que os hipopótamos entram nas mensagens de férias?

Beth Dunn da HubStop escreveu um post sobre como é que ela parou de estar constantemente ligada ao e-mail durante as férias. Ela sentia a necessidade, como eu, de se manter a par das urgências e, para tal, tinha de abrir o e-mail e todas as mensagens que recebia, verificando e mentalmente anotando a urgência de cada uma delas. Obviamente que toda a gente na nossa profissão e em tantas outras escreve no assunto do e-mail Urgent, pelo que ela não se podia basear no assunto em si. Assim, ela inventou a técnica dos hipopótamos que eu vou experimentar desta vez (quando voltar conto-vos tudo!).

Sem Título

Na minha mensagem de ooo informo que estou ausente e que não vou conseguir consultar o e-mail durante um dado período. Por fim, peço que, se o assunto for muito urgente, que a pessoa volte a enviar-me um e-mail acrescentando no assunto “hippo”. Assim, sempre que espreitar o e-mail consigo perceber o que realmente é urgente sem ter de estar a abrir os e-mails um a um e quando voltar consigo rapidamente eliminar todas as mensagens que não têm de ser respondidas. Experimentem e enviem-me um e-mail a partir da próxima terça-feira, mas nada de hipopótamos no assunto. Não estraguem o sistema! Ainda não sabem qual é o meu e-mail? Então… valdez.susana@gmail.com.

Já conheciam a técnica do hipopótamo? Têm outras ideias para partilhar? Contem-me tudo.

Anúncios

2 pensamentos sobre “Hipopótamos e mensagens ooo

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s