Intercompreensão linguística – Português, Espanhol e Francês, 3.ª edição

http://cvc.instituto-camoes.pt/intercompreensao-linguistica-portugues-espanhol-e-frances.html

Intercompreensão linguística – Português, Espanhol e Francês, 3.ª edição
Coordenação: Maria Antónia Mota

O Instituto Camões vai lançar a 3ª edição do Curso de formação a distância Intercompreensão linguística – Português, Espanhol e Francês.

Este Curso tem como objectivo primeiro promover o multilinguismo dos cidadãos da Europa e de outras partes do mundo, utilizando para tal um método que se baseia na comparação entre línguas tipologicamente aparentadas: o português, o espanhol e o francês.

Visa-se concretamente o desenvolvimento da capacidade de compreensão leitora de duas línguas em simultâneo (as línguas de trabalho), de entre as três acima referidas. O tipo de trabalho a desenvolver pressupõe que os formandos tenham, idealmente, um conhecimento bom ou muito bom de uma das línguas propostas, aquela que não seleccionarão como língua de trabalho (ver o terceiro parágrafo do ponto II). Os conhecimentos nessa língua permitir-lhes-ão resolver grande parte das dificuldades encontradas nas novas línguas.

O Curso é coordenado cientificamente pela Profª Doutora Maria Antónia Mota, (professora associada da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e docente-investigadora do Centro de Linguística da Universidade de Lisboa), com tutoria da Doutora Marie Nicole Lacoye, do Dr. Léon Acosta (docente de espanhol da FLUL; doutoramento em curso) e da Dr.ª Antónia Estrela (docente da Escola Superior de Educação de Lisboa, Dep. de Língua Portuguesa; doutoramento em curso).

O Curso será ministrado a distância, através da plataforma de aprendizagem do Instituto Camões.
I – Objectivos

Proporcionando uma abordagem alternativa à aprendizagem das quatro competências linguísticas clássicas, este método visa mobilizar não só a capacidade de reflexão sobre as línguas, em geral ─ levando os participantes a tirar conclusões sobre o que aproxima/diferencia as gramáticas e os usos das três línguas ─, como as estratégias metacognitivas adequadas à resolução dos problemas linguísticos encontrados.

Experiências anteriores, como é o caso do método europeu EuRom4-LINGUA, em que membros da equipa que concebeu o presente Curso participaram, mostram que, com um enquadramento como o proposto, a progressão na aquisição da competência de compreensão leitora é muito rápida.

O método pressupõe que os participantes dominem uma das línguas propostas (espanhol ou francês ou português como língua materna ou como língua segunda ou estrangeira ─ neste último caso, possuindo o nível B1 do QERL, pelo menos), de modo a facilitar a aprendizagem das duas restantes.

II – Conteúdos programáticos

O Curso integra 15 módulos em formato hipermédia.

Em cada módulo, o ponto de partida é um conjunto de três textos da imprensa on-line. Desses textos, são seleccionados fragmentos para análise.

O ponto de chegada é uma tradução dos fragmentos trabalhados, na língua que o formando já domina, das três incluídas neste Curso. Caso o conhecimento desta língua não seja suficientemente bom para que o formando possa utilizá-la como língua de tradução, aceita-se que seja utilizado o inglês.

Visando facilitar a compreensão das especificidades de cada língua e, simultaneamente, fazer notar o que entre elas há em comum, fornece-se informação relevante, de tipo variado. O esquema básico de cada módulo o seguinte:

  • um texto por língua, ou seja 3 textos por módulo sobre assuntos conhecidos por indivíduos de nível cultural médio; no total, propõem-se 5 textos descritivos/explicativos, 5 textos narrativos e 5 textos argumentativos por língua, numa progressão adequada aos objectivos do Curso;
  • · relativamente a cada texto, são disponibilizados:
    – um léxico trilingue, tendo em conta o significado dos itens em contexto;
    – um questionário para controlo da compreensão global do texto;
    – links
    para outros textos e páginas web sobre temas aparentados com o tema de cada texto estudado no módulo;
    – chamadas de atenção para a estrutura textual, para elementos reveladores do ponto de vista do autor, para o género textual e características linguísticas a ele associadas, para questões gramaticais presentes no excerto do texto em estudo e consideradas particularmente relevantes, entre outros;
    – breves sínteses de tópicos gramaticais e exercícios de controlo da compreensão dos mesmos;

links para descrições mais desenvolvidas, também elaboradas para o efeito pela equipa, comparando as três línguas;

– espaço para que o formando proponha a sua tradução do excerto do texto em estudo, a qual revelará o grau de compreensão do mesmo atingido pelo formando.

Embora haja um acompanhamento tutorial semanal, pressupõe-se que os participantes trabalhem com autonomia; o papel do tutor será discreto: confirmará/infirmará as soluções encontradas pelos formandos para a tradução do excerto de texto proposto e fará os necessários comentários.

III – Público-alvo

O Curso destina-se, em primeiro lugar, a estudantes de nível médio e superior que pretendam apenas ler nas línguas‑alvo, num primeiro momento, podendo embora formandos com outros perfis serem também seleccionados.

A selecção dos formandos é da responsabilidade do Instituto Camões, não sendo susceptível de reapreciação.
IV – Duração e funcionamento do curso

O Curso terá uma duração de 8 semanas, a começar no dia 22 de Fevereiro de 2010, (um módulo “Quebrar o gelo”, dois módulos por semana, nas 6 primeiras, e um módulo na última semana), prevendo-se um total de 168 (cento e sessenta e oito) horas de trabalho por parte dos formandos.

Como referido em I, cada formando apenas trabalhará dois dos três textos propostos em cada módulo, os correspondentes às línguas de trabalho escolhidas. Após a aceitação da candidatura pelo Instituto Camões, os formandos receberão um formulário em que deverão indicar quais essas línguas e qual a língua utilizada para a elaboração das traduções.

O funcionamento do Curso é o seguinte:

1. Abrem, por semana, 2 Unidades por língua (uma à 2ª feira e outra à 5ª feira).

2. Numa Unidade, as fases de trabalho que precedem a Tradução, ou seja a Fase de pré-leitura, a Fase 1 e a Fase 2, são fases de aprendizagem e formação pelo que podem ser introduzidas alterações a exercícios já feitos, no decurso do trabalho sobre a Unidade.

3. O acesso à Tradução (Fase 3) de cada Unidade só deve ser feito quando o trabalho prévio referido em 2. estiver concluído e os resultados correctos atinjam os 90%, pelo menos. O cumprimento deste procedimento será controlado pelos tutores.

4.Cada uma das Unidades é fechada 15 dias depois da sua abertura. A partir daí, a Unidade fica acessível apenas para consulta. Eventuais alterações introduzidas nas Fases de Pré-leitura, 1 e 2 das Unidades já encerradas não serão contabilizadas na avaliação do trabalho do formando.

5. Data do fecho do Curso: 2 semanas após o lançamento da última Unidade.

6. Data do exame: 14, 15 e 16 de Maio (sexta, sábado e domingo até às 24h).

7. Publicação das notas finais: as notas serão publicadas no prazo máximo de 2 semanas após terminado o prazo dado para realização do exame.

8. O Curso fica indisponível a partir do dia da publicação das notas finais.
V – Número de formandos por turma

No âmbito do processo de normalização de atribuição de créditos por parte de instituições europeias de ensino superior, conhecido por ECTS (European Credit Transfer and Accumulation System), serão atribuídos seis créditos (ECTS) aos formandos que obtiverem aprovação neste Curso, pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.

1. As traduções previstas nas Unidades e enviadas aos tutores correspondem a 35% da avaliação final.

2. O trabalho prévio nas Fases 1 e 2 corresponde a 10% da classificação final.

3. O exame corresponde a 55% da avaliação final.

2.1 Dos 100% do exame:  aos exercícios correspondem 40% e à tradução, 60%.

3. A nota final do Curso corresponde à média da avaliação final nas duas línguas de trabalho, à qual correspondem 6 ECTS.

VII – Preço do curso

A frequência do Curso implica o pagamento de 320 € (trezentos e vinte euros). Para os docentes e licenciandos da Rede de Docência do Instituto Camões haverá uma redução de 50% sobre este valor. O pagamento será feito através de transferência bancária. O número da conta para depósito será enviado aos candidatos que forem seleccionados. Uma vez efectuado o pagamento, não há lugar a reembolso.

VIII – Processo de candidatura

Os candidatos à frequência deste Curso de formação a distância deverão preencher o formulário que está disponível na página do Centro Virtual Camões, até ao dia 10 de Fevereiro de 2010, impreterivelmente.

Anúncios