Concurso Geral EPSO para Tradutores (AD 5)

CONCURSO GERAL EPSO PARA TRADUTORES (AD 5)

(FI, HU, LV, PL, PT, SK)

O Serviço Europeu de Seleção de Pessoal (EPSO), entidade que organiza os concursos gerais para as Instituições Europeias, publicou um concurso, que mediante prestação de provas, pretende constituir uma lista de reserva de tradutores que pretendam uma carreira no funcionalismo público europeu. A partir desta lista, as instituições europeias recrutarão novos funcionários como «tradutores» (grupo de funções AD 5) para Bruxelas ou Luxemburgo. Para a língua portuguesa, o número de candidatos aprovados por concurso será de 32 para a opção 1 e de 4 para a opção 2.

Os candidatos devem ser nacionais de um Estado-membro da UE, possuir pelo menos três anos de estudos universitários completos, comprovados por um diploma e não é exigida experiência profissional. Devem ter conhecimento aprofundado de uma das línguas do anúncio e conhecimentos de inglês ou de francês ou de alemão. A remuneração mensal mínima indicativa é de 4.384,38€.

De uma maneira geral, a função de um tradutor consiste em efetuar traduções de alta qualidade nos prazos fixados e em prestar aconselhamento linguístico, de forma a contribuir para o cumprimento da missão da instituição ou do órgão em que trabalha. As funções incluem, designadamente, a tradução, a partir de, pelo menos, duas línguas de partida para a sua língua principal, a revisão de traduções a partir dessas línguas e pesquisas terminológicas.

A candidatura está aberta até 1 de setembro de 2015 (meio dia, hora de Bruxelas)e é efectuada por via eletrónica, no sítio Internet do EPSO, seguindo o manual de inscrição. O anúncio e a documentação relacionada é de leitura obrigatória, tendo o cuidado de não deixar a candidatura para o último dia.

O Centro de Informação Europeia Jacques Delors (CIEJD) está a programar a apresentação de uma sessão de informação sobre a candidatura a estes concursos, de forma a esclarecer eventuais dúvidas, no dia 18 de agosto, às 10.30h. Inscrições aqui (sujeito à capacidade da sala).

Mais informação e outras oportunidades consulte www.carreirasinternacionais.eu

Carreiras internacionais
Serviço de atendimento
tel.: +351 211 225 045
carreiras.internacionais
www.carreirasinternacionais.eu

​Fonte: Rita Menezes​

f18dQhb0S7ks8dDMPbW2n0x6l2B9gXrN7sKj6v4LXGsW4WJ21C4Xq_DxVcV_HY2zlZNzW3c_p0M1k1H6H0?si=6711408110600192&pi=09405580-c0c6-4761-b3d6-3117f6c74a59

Guia de iniciação rápida: OpenTM2

Tal como prometido, hoje é terça-feira (a última desde ciclo de guias!), e, portanto, lançamos mais um Guia de iniciação rápida da autoria de Sofia Cunha. Desta feita, é o GIR- OpenTM2. Utilizam esta ferramenta? O que vos parece o guia? Partilhem connosco a vossa experiência.

 

OpenTM2

 

O OpenTM2 foi uma ferramenta utilizada durante umas largas semanas, uma vez que o cliente em questão pedia para utilizar esta ferramenta.

Acredito que o ponto forte desta ferramenta e que a distingue das demais é o facto de ser personalizável: a cor do texto por traduzir, a cor do texto traduzido, o tamanho da letra, a disposição das janelas no ambiente de trabalho, quase tudo é personalizável às preferências do tradutor. Além da personalização é de fácil utilização após aprender os atalhos, que facilitam muito a tarefa de traduzir.

Guia de iniciação rápida: Agent Ransack

Tal como prometido, hoje é terça-feira, e, portanto, lançamos mais um Guia de iniciação rápida da autoria de Sofia Cunha. Desta feita, é o GIR- Agent Ransack. Utilizam esta ferramenta? O que vos parece o guia? Partilhem connosco a vossa experiência.

Eis o que a Sofia nos diz:

Agent Ransack

Creio que durante o tempo de estágio, o Agent Ransack foi a ferramenta que foi utilizada todos os dias, fosse para pesquisar termos ou até para manter a coerência no texto traduzido. É uma ferramenta bastante útil quando é necessário utilizar uma ou várias bases de dados no mesmo documento. Tem uma interface amiga do utilizador e não complica muito a pesquisa: coloca-se o termo, apresenta os resultados e até abre o documento onde se encontra a palavra .

Procura-se tradutores profissionais e gestor de projetos

Tradutores profissionais de todos os idiomas para português e português do Brasil

Tradutores profissionais de Português para Inglês (apenas nativos)

 

Áreas de Especialidade:

Informática

Turismo

Marketing

Jurídica

Medico-farmacêutico

 

Condições:

Formação Universitária em Tradução e ou 3 anos de experiência comprovada

Utilização ferramentas de tradução, especialmente Trados Studio

 

*Indicação de tarifas de revisão e tradução por palavra

 

Gestor de Projetos de Português do Brasil

 

Condições:

Formação universitária em Tradução e/ou línguas ou experiência comprovada

Nível superior de pelo menos inglês e português

 

*Para as nossas instalações em Portugal e/ou Brasil

 

Enviar candidaturas para: recruit@upwordstranslation.com

Guia de iniciação rápida: Google Translator’s Toolkit

Tal como prometido, hoje é terça-feira, e, portanto, lançamos mais um Guia de iniciação rápida da autoria de Sofia Cunha. Desta feita, é o GIR – GoogleTransatorsToolkit. Utilizam esta ferramenta? O que vos parece o guia? Partilhem connosco a vossa experiência.

Eis o que a Sofia nos diz:

O Google Translator’s Toolkit (GTT) foi a ferramenta que desencadeou a criação dos guias de iniciação rápida. Tal aconteceu porque, mesmo sendo uma ferramenta de fácil utilização, precisamos sempre de um guia para nos mostrar que outras utilidades tem o programa. O GTT, sendo uma ferramenta criada pela empresa Google, é online e apenas necessita de uma conta no Gmail para poder ser utilizado. Um dos pontos que tanto pode ser positivo ou negativo ao mesmo tempo é que antes de iniciar uma tradução, o GTT automaticamente cria uma versão de tradução automática do texto. Assim o GTT é uma ferramenta que, a par e passo vai ajudando o tradutor a realizar a tradução.

Guia de iniciação rápida: Idiom

Tal como prometido, hoje é terça-feira, e, portanto, lançamos mais um Guia de iniciação rápida da autoria de Sofia Cunha. Desta feita, é o Idiom. Façam o download aqui: GIR – Idiom. Utilizam esta ferramenta? O que vos parece o guia? Partilhem connosco a vossa experiência.

Eis o que a Sofia nos diz:

O Idiom WorldServer Desktop Workbench foi uma ferramenta utilizada apenas para um projeto em específico, o que fez com que o conhecimento da ferramenta não fosse para além do utilizado. No entanto ao realizar pesquisas, conheci um Idiom que permite trabalhar online e offline e acima de tudo, é uma ferramenta gratuita (verificar http://idiom-worldserver-desktop-workbench.software.informer.com/ )

É uma ferramenta de fácil aprendizagem, sendo que com cada utilização o tradutor ganha cada vez mais prática a trabalhar com a ferramenta.  Após carregar o documento e a memória de tradução, o Idiom, utilizando cores distintas, indica se são segmentos novos, fuzzie matches ou 100% matches.
Em suma, na minha opinião, os pontos positivos desta ferramenta são a opção de guardar automaticamente cada segmento após a sua confirmação e o facto de ser gratuita.

Guia de iniciação rápida: ApSIC Xbench

Tal como prometido, hoje é terça-feira, e, portanto, lançamos mais um Guia de iniciação rápida da autoria de Sofia Cunha. Desta feita, é o GIR – Xbench. Utilizam esta ferramenta? O que vos parece o guia? Partilhem connosco a vossa experiência.

Eis o que a Sofia nos diz:

O ApSIC Xbench revelou-se ser uma ferramenta essencial durante o tempo de estágio, podendo com uma só ferramenta realizar um controlo de qualidade do próprio trabalho e se necessário corrigir erros no ficheiro com um simples clique. É uma ferramenta de aprendizagem rápida e de simples funcionamento, pelo menos na componente do controlo de qualidade.

Tem a particularidade de poder ser utilizado com várias extensões de programas, o que o torna uma mais valia para o trabalho do tradutor.